Expostos data a mostra

O recurso à Roda dos Expostos, pelas famílias carenciadas, para obtenção de subsídios para sustento dos filhos, mostra-nos a miséria em que viveram os nossos antepassados. O controlo exercido pela Câmara Municipal de Sortelha sobre o a instituição, o envolvimento das autoridades civis e religiosas revelam a complexidade de interesses ... Assim a mostra 'Germanos: 200 Anos de Mitos, Ideologia e Ciência', no Neues Museum, conectado no subsolo com a Galeria James Simon, faz uma autocrítica do próprio papel dos museus de Berlim. Produtos artesanais de decoração, móveis feitos com materiais recicláveis, roupas, panificação e confeitaria foram alguns dos produtos expostos na 3ª Mostra Talentos da Fasepa. Tudo produzido pelas mãos dos próprios socioeducandos. FOTO: FRANKLIN SALVADOR / ASCOM FASEPA DATA: 01.12.2017 BELÉM – PARÁ Os materiais expostos supoñen unha pequena mostra extraída das 182.839 unidades de instalación (caixas) que conforman os algo máis de 21 quilómetros de documentos do Arquivo. En total amósanse máis de 90 documentos, que dan conta dos diferentes fondos, tanto públicos (da Administración autonómica), como privados (procedentes de ... Os transportadores de 'táxi-bicicleta' estão mais expostos à covid-19 na cidade de Quelimane, a quarta maior de Moçambique, refere o inquérito sero-epidemiológico realizado pelo Instituto ... apresentação do processo criativo e participação em exposições e galerias de arte Janete Machado http://www.blogger.com/profile/11044435751208989169 noreply ... Um levantamento feito em 17 cidades pelo Eviction Data Lab mostra que os despejos se mantiveram abaixo da média nos meses de pandemia graças às medidas de contenção. Em julho, no entanto, a região de Milwaukee foi a única entre as analisadas a ter aumento de casos, depois que a proibição local expirou, em maio. Uma nova pesquisa revelou que, usando big data para analisar conjuntos de dados massivos de notícias modernas e históricas, desde mídias sociais a páginas da Wikipédia, pode-se observar padrões periódicos no comportamento coletivo da população, que poderiam passar despercebidos. A Roda dos Expostos foi criada e institucionalizada em Portugal e por toda a Europa devido ao elevado número de crianças abandonadas. Este estudo mostra uma pequena parte desse fenómeno generalizado, analisando os registos de entrada e, através deles, uma envolvência social mais vasta e complexa.

Apoio pedagógico a docentes para formação em regime de Learning

2020.03.27 17:37 TeresaFMendes Apoio pedagógico a docentes para formação em regime de Learning

Perante a quarentena exigida às escolas e universidades pela covid-19, foram disponibilizadas plataformas para ensino à distância, e muitos docentes já as utilizam.
No entanto, a falta de formação e de preparação destes docentes, não menosprezando o seu esforço e boa vontade, faz com que não se aproveite todo o potencial que o ensino à distância pode trazer ao ensino e à aprendizagem ao se "clonar" o método presencial, baseada em palestras, para o ambiente online.
É talvez altura de se ousar uma inovação, embora se tenha de ultrapassar uma resistência por parte dos docentes.
Para exemplificar, e no espirito de entreajuda nesta fase difícil, junto envio um texto - correspondência online - que explica resumidamente um método de ensino à distância com grandes vantagens para todos os intervenientes.
Fico ao dispor para esclarecimentos e até acompanhamento de "instructional designer" para quem o solicitar.


"Olá professor
Fico satisfeita de ver feliz por uma boa causa. Isto da quarentena é um tédio para os mais afoitos. A razão do meu “oferecimento” é assim principalmente por sobra de tempo e de desafios intelectuais.
Pelo que, analisando a sua descrição, vejo praticas interessantes, aulas virtuais para grupos pequenos, mas … não será pouco eficiente dar a mesma aula 3 ou 4 ou 10 vezes?
Claro que, nessas condições a relação entre professor e alunos se estreita, o que é bom, mas pouco sustentável, para além de que se perde muito "tempo de professor” em logística.
Sendo assim, e porque fui completamente surpreendida pela eficácia de uma metodologia para curso online exclusivamente assíncrono, que me convenceu que a minha percepção de décadas como formadora estava completamente errada, vou ousar sugerir-lhe que complemente a sua abordagem de grupos pequenos com este método assíncrono que potência o networking e a aprendizagem dos alunos com os seus colegas (e já sabe o que penso sobre este tema, particularmente no nosso curso).
A motivação é fácil de explicar: os alunos aprendem tanto com o professor, como como o auto-estudo, como com os seus colegas. Deixo-lhe livre colocar as respectivas percentagens mas o método sugere 1/3, 1/3, 1/3.
O ovo de colombo deste método, (para além da optimização do tempo/custo do professor) é a de estabelecer grupos de alunos “fechados” com 8 a 12 pessoas, para ter massa critica, escolhidas aleatoriamente ou a gosto (temas), tantos grupos quantos os necessários. O trabalho é desenvolvido para um grupo de 8-12 e todos os grupos funcionam com o mesmo conteúdo e método de forma mais ou menos “estanque”.
No meu caso, esta foi uma das características mais interessantes do curso, pois mesmo sendo “estanque” todos poderíamos ir “espreitar” o trabalho dos outros grupos (por exemplo o que o aluno com mesmo numero de grupo que eu teria respondido). Isso criou pontes entre os vários grupos (como por exemplo o de Portugal e o do Brasil), onde se discutia inclusivamente a dinâmica de grupo face a uma cultura parecida em contraste com o grupo do Japão, com cultura completamente diferente. Entre o grupo de Portugal e do Brasil decidimos criar o papel de “relator” (aliás “espião” hehe) onde, à vez, rotativo cada semana, alguém do grupo escrevia um relatório sobre o que de mais interessante havia passado no outro grupo (particularmente se não tivesse sido discutido no nosso grupo). Esses dois relatórios eram partilhados entre os dois grupos. No meu curso havia mais de 20 grupos e obviamente não há tempo para “espreitar” todos eles.
E este exemplo mostra a segunda característica principal do método: uma abordagem de trabalho colaborativa (amigo não empata amigo, e toda a contribuição é bem vinda), e não uma abordagem cooperativa, que são o que chamamos habitualmente trabalhos de grupo (quando um falha alguém tem de compensar para que o trabalho fique completo). (ver nota 1)
Qual o papel do instructional designer? Trabalhar com o professor e adaptar os conteúdos. Basicamente é o seguinte:
- A partir do plano de aulas (semanais) - solicitar que o professor grave em video de uma hora para cada aula. (o video tem de ser gravado com uma distancia curta que dê a impressão de conversa olhos-nos-olhos).
- Distribuir ao aluno um conjunto de textos - escrito pelo professor (powerpoint, white paper) sobre o mesmo tema, assim como as leituras obrigatórias e também facultativas (para alunos que se interessem em particular por esse tema).
- Desenhar um conjunto de 8-12 perguntas abertas, que abranjam todo o conteúdo (obrigatório) da aula. As perguntas terão de ser abertas, e feitas de forma a solicitar a partilha de uma experiência pessoal parecida com o exposto, a comparação de duas coisas, a elaboração de pontos fortes e fracos face a uma situação existente (o caso concreto do aluno) ou sugerida, etc. Cada aluno responde exclusivamente a uma das perguntas, (máximo 200 palavras) a que corresponde ao seu # de aluno no grupo, e todas as respostas ficarão visíveis para todo o grupo.
- É mandatório que cada aluno escolha uma resposta de um colega e lhe dê feedback (máximo 200 palavras) . Esta dinâmica tem um efeito exponencial. ao fim de 3 semanas , já todos os alunos interagiram com todos os outros, pois na primeira semana, já interagimos com um colega e, se a nossa resposta foi interessante alguém interagiu connosco e assim a “conversa” flui”.
- Pela enorme quantidade de interacções assim desenvolvidas, o método inclui também a definição à partida de um membro do grupo, (tarefa rotativa), de fazer um resumo da semana e principalmente que coleccione os links sugeridos e debatidos pelos colegas. Esse documento semanal é extremamente interessante e a regra é que cada link terá de ser classificado numa categoria, ter a data em que foi acedido, quem o sugeriu e 3 linhas descritivas desse autor sobre porque o sugeriu. Nós chamámos a esta tarefa o “colaboratorium”.
- Este método implica um esforço do aluno entre 4 a 6 horas semanais. No mínimo,uUma hora para ver o video, duas horas para ler os textos, 40 minutos para escrever a resposta à sua pergunta e 20 minutos para escolher e dar o feedback a um colega. A semana começa à quarta-feira com a disponibilização das perguntas, leituras obrigatórias e facultativas e dos “papeis” que cada aluno deverá desempenhar nessa semana e a interacção fecha à meia noite da terça feira da semana seguinte. Os videos semanais podem estar todos disponibilizados antecipadamente.
- A avaliação é por feita pr participação. Quem cumprir as regras das semanas, passa, quem não consegue cumprir as regras (durante duas semanas) não passa (aliás desiste). Para os que o desejarem poderá haver um trabalho final, classificado, com uma dimensão máxima de palavras, e cujo tema é escolhido pelo próprio aluno e aprovado pelo professor . (Penso que este formato, participação e trabalho final, seria adequado ao seu curso neste mestrado).
- Durante o curso o professor tem acesso a todos os conteúdos, mas nunca intervém.
- De referir que o principal problema é tecnológico. problemas de firewall, acessos etc, pelo que terá de existir um HelpDesk informático, mas não de conteúdo. às vezes é necessário um “moderador” para impedir relações “toxicas” entre os alunos.
- Tem de ser escrito um documento inicial para os alunos para disciplinar a comunicação, e forçar a sua implementação, senão é o caos. (nota 2)
De referir ainda a componente lúdica que esta abordagem proporciona. Eu, mesmo depois de ter treinado o trabalho da semana, diariamente, antes de ir trabalhar, ligava-me à plataforma, e, antes de sair, voltava a ligar-me, para ver o que tinha acontecido entretanto. Há colegas interessantíssimos, outros absolutamente idiotas que são “insultados” com a mais fina “netettiquete”, outros com os quais ficamos amigos, outros que nos surpreendem com as suas capacidades de organização e empatia e os brasileiros eram simplesmente hilariantes. O (senhor professor) japonês fez harakiri virtual (em português chama-se “birra”) no fim do curso, quando ninguém quis trabalhar com ele (na tal componente cooperativa).
Bom, e assim matei duas horas de tédio. :)
Espero que tenha gostado e que possa tirar ideias para o seu curso.
Um beijo à distancia
Teresa
Nota 1: também estudamos o método cooperativo, mas foi tão difícil e conflituoso que realmente não vale a pena.
Nota 2: na ultima semana do meu curso a professora retirou todas as regras (que todos já conhecíamos) e … foi o caos. Eu desisti de trabalhar nessa semana- fiz a minha parte e pronto. Mais ilustrativo não podia ter sido."
submitted by TeresaFMendes to BeyondCovid19 [link] [comments]


2019.03.10 09:33 thiegra Tive o passaporte clonado. O que fazer?

Olá, amigos. Meu nome é Thiago. Conheci o Reddit há pouco tempo e utilizo pouco também, portanto, perdoem-me caso infrinja alguma regra ou cometa algum erro por aqui. Estou aprendendo a utilizar a rede social.
Vamos aos fatos.
Adquiri um passaporte em 2010 e nunca usei (nunca viajei para o exterior). O documento perdeu a validade em 2014 e não fiz outro desde então. No final de 2018 precisei solicitar um documento chamado " histórico de entrada e saída do país ", pois pretendo adquirir residência em outro país e esse país exige esse documento; para saber se já sai do Brasil, quantas vezes etc.
Ao buscar o tal histórico (que puxa desde o meu nascimento até a data da solicitação) na Polícia Federal constou que nunca sai do Brasil (até aí normal) mas que tive uma entrada no Brasil no final de 2013 (como assim?). O documento não diz de onde vim para ter entrado no Brasil em 2013. Ao buscar informações na Polícia Federal disseram que se não foi eu mesmo que saí (desconfiaram ainda, pode?), então o passaporte foi clonado. Pedi o máximo de informação possível e me disseram o seguinte:
Exposto os fatos desejo saber:
Para finalizar: Desde que tirei o passaporte nunca apresentei o documento em lugar algum, nunca emprestei e não há chance alguma de alguém ter pegado escondido. Desse modo, a única pessoa/organização que teve acesso ao documento além de mim foi a própria Polícia Federal que produziu o documento. Até mesmo a retirada do passaporte fiz na unidade da Polícia Federal, eliminando assim a chance do documento ter sido extraviado pelos Correios ou algo parecido. Por fim, de acordo com a polícia federal não houve pedido de passaporte em meu nome até o momento. Alívio!
É isso, pessoal.
Novamente, perdão pelos erros no uso da língua portuguesa, pelo texto estenso e pela forma como utilizei a rede. Não tive a intenção de errar.
Muitíssimo obrigado.
Até logo.
Thiago
Obs: Desse rolo todo os únicos documentos que possuo são (caso sejam necessários em um eventual processo): meu passaporte vencido, as informações passadas pela Polícia Federal (que anotei em um papel, pois não me deram nada) e uma cópia do documento de entrada e saída do país pois o original entreguei para o consulado do país que desejo obter residência). Ah, no sistema da Polícia Federal não havia imagens da pessoa que se passou por mim, talvez o aeroporto possua.
submitted by thiegra to ConselhosLegais [link] [comments]


2019.02.28 04:18 nnnooolllaaa Contribuição ao Desafio da luz do fórum de Guaratuba

Após toda a análise descrita pelo Ivan no episódio 08, e também em seu "Desafio da luz do fórum de Guaratuba", resolvi me debruçar um pouco sobre o material e colaborar de alguma maneira para este "desafio".

Abaixo entro em algumas discussões, onde uso as informações disponíveis em:

- "Desafio da luz do fórum de Guaratuba" (http://www.projetohumanos.com.bwp-content/uploads/2019/02/Desafio-Luz-Fo%CC%81rum-Guaratuba.pdf);
- Informações dos extras (http://www.projetohumanos.com.bwiki/extras-episodio-08/) e vídeo das confissões disponíveis nos extras (https://youtu.be/Jl7Drvjfpns);
- Ferramenta do National Oceanic & Atmospheric Administration (NOAA) - NOAA Solar Calculator (https://www.esrl.noaa.gov/gmd/grad/solcalc/), onde é possível selecionar um ponto geográfico e, a partir da data, saber o horário e direção do nascer e do por do sol, bem como a posição do sol em algum horário determinado nesta data. Vou chamar essa ferramenta só de NOAA, para ficar mais fácil.

Fiz esse mapa para recapitular a posição geográfica do local onde era o Fórum:
https://pasteboard.co/I3bIsOY.png

Ou seja: a frente do fórum ficava na R. Cel Carlos Mafra e a janela que aparece na filmagem da assinatura do mandado de prisão ficava voltada para a R. Ponta Grossa.

De acordo com NOAA, para a data de gravação do vídeo (02/JUL/1992), o nascer do sol se deu às 07:02 e o por do sol às 17:35. Imagine que você está em frente ao Fórum (R. Cel Carlos Mafra), olhando para a entrada: o sol nasceu mais ou menos a sua direita e se pôs à sua frente, um pouco pra esquerda. Na figura abaixo dá pra o nascer do sol representado pela linha verde e o por do sol pela linha vermelha:
https://pasteboard.co/I3bJmDtm.png

Conforme o Ivan descreve no episódio, o lance de tentar desvendar esse mistério do horário olhando para a luz interna, vinda da janela, tem muitas variáveis e acabam confundindo mais do que esclarecendo. Com estas informações do nascer e por do sol, me apeguei às informações que temos certeza e a imagens externas, onde é possível ver sol, sombras, etc.

No vídeo, minuto 3:34 (https://pasteboard.co/I3bK4Ci.png) aparece a esquina do Fórum, feita no período da tarde, conforme relato do repórter. É possível ver que a parede do Fórum voltada para a R. Ponta Grossa (à esquerda da foto do vídeo) é protegida da luz direta do sol, devido a presença de árvores. Logo na sequência, no minuto 3:36 (https://pasteboard.co/I3bKxqi.png) aparece o momento em que uma das Abagge está saindo do Fórum, pela entrada da R. Cel Carlos Mafra, devido a possibilidade de linchamento. Vê-se claramente o sol sobre o Fórum - olhando para a entrada o sol está a sua frente. Retiro abaixo trecho dos extras sobre este momento:

"Entre três e meia da tarde e cinco da tarde, horário que também varia de acordo com quem está relatando, os agentes notaram que a população estava novamente se concentrando em torno do Fórum de Guaratuba. Por conta disso optaram retirar as Abagge definitivamente da cidade e as encaminharam até um quartel da polícia militar em Matinhos. A travessia foi feita num ferry boat, destinado apenas à elas, e foi nesse momento que foi gravado as perguntas de um dos policiais para Beatriz enquanto ela chora."

Ou seja, tanto pelo relato da defesa quanto pelo relato da acusação, nesse momento que é gravada a saída do carro a filmagem da assinatura do mandado de prisão já tinha sido feita e o sol estava na posição descrita acima. Ou seja, mesmo que o sol tenha se posto oferecendo luz direta a face do Fórum voltada para a R. Ponta Grossa, quando as Abagge deixam o local pela segunda vez o sol ainda está sobre a face da frente do Fórum.

Assim, tanto a presença de árvores quanto essa imagem da posição do sol, mostram que em nenhum momento que as Abagge estiveram no Fórum o sol bateu diretamente naquela janela. Logo, a luz que aparece na filmagem é indireta - e isso só deixa mais em aberto ainda que a filmagem pode ter sido gravada tanto no período da manhã quanto da tarde.

Continuando a análise, de acordo com o áudio do episódio 08 e as informações dos extras, dois horários aproximados são possíveis de terem ocorrido as filmagens: 9:00 e 16:00. Analisando a posição do sol as 9:00 por NOAA (linha amarela na figura https://pasteboard.co/I3bMy6x.png) vê-se que o sol está na fachada oposta à janela da filmagem, mas o sol já havia nascido fazia 2h e estava com uma inclinação de 21°. Já a posição do sol as 16:00 (linha amarela na figura https://pasteboard.co/I3bMXiq.png) estava "atrás" da face de entrada do Fórum, mais ou menos como mostrado no no minuto 3:36 do vídeo (https://pasteboard.co/I3bKxqi.png), restando 1h30 para o por do sol e estando a uma inclinação de 17,5°. Ou seja, se os mandados foram assinados as 16h, isso ocorreu imediatamente antes de elas serem saírem do Fórum para Matinhos pela 2a vez (no minuto 3:36 do vídeo https://pasteboard.co/I3bKxqi.png)

Avançando mais no vídeo aparece a gravação da Beatriz chorando no carro, no ferry (depois de sair do Fórum pela segunda vez) e, na sequência, algumas filmagens do lado de fora do carro, onde o ferry ainda está parado do lado de Guaratuba (possível perceber pela direção dos carros). No minuto 41:11 (https://pasteboard.co/I3bmJ3I.png) é possível ver o cinegrafista no ferry, olhando para Guaratuba, e sombras esticadas ligeiramentes para a esquerda - indicando baixa inclinação do sol. Avançando um pouco mais, no minuto 42:53 (https://pasteboard.co/I3bnA6a.png) é mostrado na filmagem para onde a balsa vai (direção Matinhos). Ali é possível ver o sol em baixo ângulo e ligeiramente à esquerda da filmagem.

Analisando NOAA para o local do ferry em Guaratuba, às 16h (https://pasteboard.co/I3bpxP2.png) é possível ver que o sol estava mais ou menos nessa posição descrita nos dois últimos frames - talvez até mais próximo ao por do sol (já tinha passado a direção). O ponto que quero chegar é que analisando o vídeo da saída das Abagge do Fórum pela segunda vez, as imagens do ferry e as localizações do sol, muito provavelmente elas SAÍRAM do Fórum antes das 16h. Analisando NOAA para o Fórum às 15:30 (https://pasteboard.co/I3c144k.png), dá a impressão de que o sol está bem próximo do que mostra o vídeo na saída das Abagge (https://pasteboard.co/I3bKxqi.png).

Segundo o áudio e os extras, após a primeira saída as Abagge retornam ao Fórum por volta de 14h. Analisando a posição do sol neste momento no fórum (https://pasteboard.co/I3btgIj.png) vê se que está batendo na parte oposta a entrada e está com 35° de inclinação - o que é maior do que o mostrado para as 09h ou 16h e contribuiria para ter uma luz mais difusa. Mas ao mesmo tempo, se analisarmos o sol por volta de 10:00 (https://pasteboard.co/I3buSSg.png), também temos um sol com inclinação similar (31°), o que também facilitaria a difusão da luz.

Aí que chega ao ponto, a filmagem tem pouca chance de ter sido feita às 09:00 ou às 16:00, devido ao exposto. É mais provável que tenha sido durante algum período entre 10:00 - 14:00, o que não bate com os relatos, porque nesse horário elas estariam: 1)no posto de polícia em Matinhos, ou 2) sendo torturadas.

Com todo o exposto, se eu tivesse que apostar dinheiro, sabendo que a resposta viria de alguém que tem 100% de certeza, eu diria que a filmagem ocorreu por volta das 10h da manhã, mas não nas proximidades das 16h, pelos seguinte motivos:

  1. As análises de posição do sol com relação ao Fórum, ferry e análises de vídeos externos mostram que elas saíram e estavam no ferry por volta ou antes das 16h;

2) Caso elas tenham assinado o mandado logo antes de saírem pela segunda vez, e por consequência, logo antes da filmagem da Beatriz no ferry, a Beatriz no vídeo da assinatura deveria estar com aspecto similar ao do apresentado no ferry - para mim ela parece muito mais desgastada e cansada no vídeo do ferry;

3) Ainda conforme consta nos relatos, o advogado chega ao Fórum as 14h (ou antes), mas no momento de assinatura a Beatriz pergunta se pode assinar sem a presença do advogado, o que indica que ela não tinha encontrado ele, ou ele ainda não estava lá - portanto antes das 14h.
submitted by nnnooolllaaa to ProjetoHumanos [link] [comments]


Aposentado que trabalhava como mototaxista para sobreviver tem moto furtada Carla Zambelli rebate Moro após prints expostos na Globo ... Sugestões para projeto de Mostra Científica Discovering, classifying, labeling & protecting SQL data ... Tabela Dinâmica e Campos com Data - YouTube CHARADA: OSSOS À MOSTRA SOB UMA LUZ DE ALERTA, CUIDADO...

Janete Machado - artista visual

  1. Aposentado que trabalhava como mototaxista para sobreviver tem moto furtada
  2. Carla Zambelli rebate Moro após prints expostos na Globo ...
  3. Sugestões para projeto de Mostra Científica
  4. Discovering, classifying, labeling & protecting SQL data ...
  5. Tabela Dinâmica e Campos com Data - YouTube
  6. CHARADA: OSSOS À MOSTRA SOB UMA LUZ DE ALERTA, CUIDADO...

Carla Zambelli rebate Moro após prints expostos no Jornal Nacional: ‘nunca imaginei que um amigo pudesse fazer isso’ A deputada Carla Zambelli, em transmissã... Olá visitantes e inscritos! Sejam bem vindos ao meu canal. Tendo em vista a proximidade com a data da Mostra Científica de uma das escolas que trabalho, Editei este conteúdo para ajudar aqueles ... Neste vídeo, mostramos no Excel como lidar com tabelas dinâmicas e campos com datas, tanto nas versões atuais do Excel, quanto nas versões mais antigas! Não ... Reportagem - Everton Fernandes Imagens - Clécio Rodovalho Data: 05/05/2020 Chumbo Grosso. Charada: Ossos à mostra sob uma luz de alerta. Cuidado, marinheiros, para não sentir sua mordida. Vem com o Hervé no Youtube! Inscrever-se: https://goo.gl/D8sVYh Vem com o Hervé nas redes ... Learn all about the new data classification capabilities built into Azure SQL Database. Data Classification enables discovering, classifying, labeling & prot...